A diabetes e os problemas masculinos

Diabetes e a disfunção erétilA disfunção erétil é uma das principais reclamações de homens em idade sexual ativa que frequentam os consultórios médicos.

De acordo com pesquisas realizadas pela Secretaria de Estado da Saúde (São Paulo), 25 milhões de brasileiros acima dos 18 anos sofrem de disfunção erétil e estima-se que 35% dos homens que se tratam são diabéticos.

Um homem ativo sexualmente costuma fazer sexo em média de 3,15 vezes por semana. A idade sexual de um homem varia entre 18 – 70 anos.

O sexo é uma necessidade corporal muito importante, pois é causada por instintos e desejos. O homem impotente acaba sendo privado disso fisicamente, mas mentalmente é ainda pior, massacrado por desejos e sentimentos de fracasso.

De acordo com outra pesquisa da “Diabetic Medicine” que entrevistou 88.557 homens; 37,5% eram portadores da diabetes tipo 1 e 66,3% eram do tipo 2.

A pesquisa não soube especificar qual a relação entre os dois tipos da doença, mas uma coisa foi descoberta: Açúcar em excesso no sangue lesa os vasos sanguíneos, causa estreitamento de artérias, diminuí a circulação sanguínea e é aí que surge a impotência.

E como consequência muitos relacionamentos acabam minados por falta da interação sexual.

Voltando a pesquisa feita pela Secretaria de Estado da Saúde (São Paulo), 150 pacientes que tinham entre 50 – 70 anos foram submetidos a transplantes penianos em decorrência da diabetes e da amputação dos membros.

Saiba mais: Power-blue Funciona

Como tratar disfunção erétil?

A prótese é o último recurso dos médicos na resolução do problema; antes deve ser procurado um urologista para uma avaliação clínica minuciosa. A diabetes também é causadora de dificuldades em cicatrização, dificuldades para urinar e tudo isso pode agravar ainda mais a impotência.

Para evitar maiores problemas e não recorrer a tratamentos muito evasivos os médicos recomendam alimentação balanceada como meio de controlar o açúcar no sangue e exercícios físicos.

Remédios também podem ser utilizados como recurso para dilatar os vasos sanguíneos. O emagrecimento é um importante aliado no combate da doença.

Do lado psicológico recomenda-se tratamento individual e em casal, pois a doença é algo que afeta muitos relacionamentos.

Do lado masculino pode ocorrer diversas crises e até mesmo pensamentos suicidas. Do lado feminino muitas vezes o sentimento de frustração por não poder ajudar o parceiro, algumas sentem como se estivessem sido rejeitadas e outras perdem o interesse afetivo por falta de intimidade sexual.

A disfunção então acaba causando problemas físicos e de grande sofrimento mental.

Se o seu problema é diabetes procure um médico urgente. A diabetes é causadora de problemas graves de amputação, podendo matar e como vimos, causa grande sofrimento em casos de disfunção.

Recorra a uma vida saudável. Siga a dieta que seu médico passar e peça autorização para praticar exercícios físicos. Pode parecer algo bobo, mas uma simples caminhada aliada a uma alimentação balanceada faz milagre. O importante é não ficar parado.

Se você já é portador de disfunção, procure seu médico e descubra a origem. Não tenha medo e nem vergonha de salvar sua saúde física, mental e a vida de seu casamento; com certeza sua parceira vai te agradecer.

Se você é companheira de uma pessoa com impotência converse com carinho com o companheiro, mostre apoio e tente achar uma solução juntos. Médicos recomendados para procurar auxílio: Endocrinologista, Urologista e Psicólogo.

Leave a Reply

www.000webhost.com